December 31, 2018

October 2, 2018

September 11, 2018

Please reload

Posts Recentes

Você conhece a Terapia EMDR?

May 19, 2019

1/4
Please reload

Posts Em Destaque

Ser otimista prolonga nossa vida

September 1, 2019

 

 

 

 

No ultimo dia 26 de Agosto de 2019 a Rockefeller University publicou um artigo associando o otimismo à longevidade.

 

 

 

Pesquisas sobre esse tema são realizadas há muitos anos e os resultados são sempre importantes para nosso aprendizado. Chegamos à conclusão de que ser otimista, ver o mundo de uma maneira mais positiva, ajuda a viver mais e melhor. Mas como isso funciona?

Segundo a pesquisa, Otimismo refere-se a uma expectativa geral de que coisas boas vão acontecer, ou acreditar que o futuro será favorável porque podemos controlar resultados importantes.

 

 

 

Foram mais de 70 mil participantes, entre eles homens e mulheres. Os homens foram acompanhados por 30 anos e as mulheres por 10 anos. Quando os indivíduos foram comparados com base em seus níveis iniciais de otimismo, os pesquisadores descobriram que os homens e mulheres mais otimistas demonstravam, em média, uma vida útil 11 a 15% maior e tinham chances 50 a 70% maiores de atingir 85 anos em comparação com os grupos menos otimistas. Os resultados foram mantidos após contabilizar a idade, fatores demográficos, como escolaridade, doenças crônicas, depressão e também comportamentos de saúde, como uso de álcool, exercícios, dieta e consultas de atenção primaria.

 

 

 

"Embora a pesquisa tenha identificado muitos fatores de risco para doenças e morte prematura, sabemos relativamente pouco sobre fatores psicossociais positivos que podem promover um envelhecimento saudável", explicou a autora correspondente Lewina Lee, PhD, psicóloga de pesquisa clínica no National Center for PTSD em VA Boston e professor assistente de psiquiatria no BUSM. "Este estudo tem forte relevância para a saúde pública, porque sugere que o otimismo é um desses ativos psicossociais que tem o potencial de prolongar a vida humana. Curiosamente, o otimismo pode ser modificável usando técnicas ou terapias relativamente simples".

 

 

 

Não está claro como exatamente o otimismo ajuda as pessoas a alcançar uma vida mais longa. "Outras pesquisas sugerem que pessoas mais otimistas podem ser capazes de regular emoções e comportamento, além de se recuperar de estressores e dificuldades com mais eficiência", disse a autora sênior Laura Kubzansky, PhD, MPH, Lee Kum Kee, professora de Ciências Sociais e Comportamentais. -diretor, Lee Kum Sheung Centro de Saúde e Felicidade da Harvard TH Escola de Saúde Pública Chan.

 

 

 

Os pesquisadores também consideram que pessoas mais otimistas tendem a ter hábitos mais saudáveis, como maior probabilidade de se envolver em mais exercícios e menor probabilidade de fumar, o que poderia prolongar a vida útil. "Pesquisas sobre a razão pela qual o otimismo importa tanto ainda precisam ser feitas, mas a ligação entre otimismo e saúde está se tornando mais evidente", observou o autor sênior Fran Grodstein, ScD, professor de epidemiologia na Harvard T.H. Chan School of Public Health e professor de medicina na Divisão Channing de Network Medicine do Brigham and Women's Hospital e da Harvard Medical School.

 

 

 

É possível aprender a ser otimista, durante a terapia o paciente pode ser treinado para experienciar o mundo de forma mais otimista e com menos pensamentos negativos em relação as situações vividas. Judith Moskowitz, professora Ciências Sociais Médicas da Faculdade de Medicina Feinberg da Universidade Northwestern, em Chicago, desenvolveu uma série de oito passos para ajudar a desenvolver o positivismo.

 

 

 

Os oito passos são:

 

– Reconhecer um evento positivo todo dia.

 

– Vivenciá-lo e registrá-lo por escrito ou contar para alguém.

 

– Começar um diário de gratidão.

 

– Identificar uma qualidade pessoal e perceber como faz uso dela.

 

– Estabelecer um objetivo alcançável e observar seu progresso.

 

– Registrar um estresse relativamente pequeno e listar várias formas de reavaliá-lo de forma positiva.

 

– Reconhecer e praticar pequenos atos de gentileza diariamente.

 

– Praticar a atenção plena (mindfulness), concentrando-se no aqui e agora em vez do passado ou presente.

 

 

 

Que tal começar a treinar hoje mesmo?

 

 

 

 

 

Referências: 

 

https://www.sciencedaily.com/releases/2019/08/190826150700.htm

https://gauchazh.clicrbs.com.br/comportamento/noticia/2017/04/por-que-o-otimismo-pode-ser-bom-para-a-saude-9771302.html

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Rua Haddock Lobo 210 

Tijuca
Rio de Janeiro, RJ 

atendimento@marihalopes.com

www.marihalopes.com

Tel: (21) 99775-0300

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

© 2017 por BBA MKT DIGITAL.